História de Madrid

  • Iglesia de los Jerónimos
    iglesiadelosjeronimos.jpg
  • O Madrid Medieval
  • Madrid dos Áustrias
  • O Madrid dos Borbões
  • A Movida madrilena
  • A Madrid do século XXI

Magerit, “terra rica em água”, é o nome com que os árabes identificaram o enclave situado na meseta, junto à serra de Guadarrama, que Filipe II escolheu para estabelecer a sua corte, e que posteriormente se tornaria a cidade de Madrid que hoje conhecemos.

A primeira referência histórica à cidade de Madrid data de 865, quando o emir Muhammed I mandou construir uma alcáçova na aldeia de Mayrit, nas margens do rio Manzanares. Mayrit é uma palavra árabe, que significa "abundância de cursos de água". Por este motivo, o lema do primeiro escudo da cidade inclui os versos "Fui sobre água edificada / Os meus muros de fogo são / Esta é a minha insígnia e o meu brasão". Até 1083, quando Afonso VI de Castela conquista a localidade, Madrid permaneceria sob a influência islâmica.

Da cidade de Madrid deste período conservam-se escassos vestígios. Na Calle Mayor, ao lado do Instituto Italiano de Cultura, no mesmo lugar onde mais tarde se edificaria a igreja de Santa María, da qual podemos apreciar atualmente alguns restos, esteve situada a Mezquita Mayor da cidade, e seguramente, à sua volta, como era habitual nas cidades islâmicas, o zoco. Perto dali, na Cuesta de la Vega, ainda se podem contemplar os restos da antiga muralha. Esta zona formava a almedina, ou cidadela, onde os cristãos encontraram, quando conquistaram Madrid, uma talha da Virgem oculta num dos seus muros, com uma vela acesa há mais de quatrocentos anos. Almudena seria desde então a invocação mais madrilena da Virgem Maria.

Um percurso pela Madrid Medieval inclui, entre outros lugares a visitar, o Museu Arqueológico Nacional, que possui uma interessantísima coleção de artes suntuárias desde o reino Visigodo de Toledo até a baixa Idade Média. Também são muito aconselháveis as salas de arte medieval e renacentista do Museu da Fundação Lázaro Galdiano​ e o Museu do Prado.

 

DADOS DE INTERESSE

  • Muralla ÁrabeMayor, s/n
  • Iglesia de San Lorenzo. Doctor Piga, 2-4
  • Iglesia de San Nicolás de Bari. Plaza de San Nicolás, 1
  • Iglesia de San Pedro el Viejo. Nuncio, 14
  • Palacio de los Lujanes. Plaza de la Villa, 3
  • Iglesia de San Jerónimo el Real. Moreto, 4
  • Facultad de arquitectura de la UPM. Avenida Juan de Herrera, 4
  • Capilla del Obispo. Plaza de la Paja, 9

 

TAMBÉM PODEM INTERESSAR-TE
  • Monumentos emblemáticos, museus, parques, praças medievais e palácios são parte da cidade de Madrid mais tradicional, a que compra no Rastro e desfruta das tapas.

    O Madrid mais clássico
  • El Madrid más clásico
  • Todas as obras e lugares que abrigam a essência do universal artista em Madrid, a cidade que o acolheu e onde estabeleceu as bases da pintura moderna.

    A Madrid de Goya
  • Estatua de Francisco de Goya / José San Bartolomé LLaneces © Museo Nacional del Prado
Publicidade
  • Reviva a Madrid do século XVII, na qual transcorrem as aventuras do famoso capitão criado por Pérez-Reverte.

    A Madrid de Alatriste
  • El Madrid de Alatriste - La rendición de Breda o  Las lanzas - Diego Velázquez

PRODUTOS OFICIAIS

Desfruta de uma das melhores vistas da cidade, a 92 metros de altura.

Sobe a bordo e descobre a cidade em formato panorâmico.

Regresse a Madrid e aproveite o nosso programa de fidelização!