Como chegar

  • m30_1403525021.867.jpg

VIAJAR A ESPAÑA DESDE O ESTRANGEIRO

Em toda a União europeia existe uma restrição temporária que limita as viagens não essenciais desde a maioria de terceiros países. A diminuição ou a eliminação gradual das restrições para as pessoas vacinadas dependerá da situação em cada país de origem (ver exceções a seguir).

EXCEÇÕES E RESTRIÇÕES PARCIAIS

TERCEIROS PAÍSES

  • A partir do dia 24 de maio são suprimidas as restrições para a entrada em Espanha das pessoas provenientes dos seguintes países: Austrália, Israel, Japão, nova Zelândia, Ruanda, Singapura, Coreia do Sul, Tailândia, Reino Unido e China. Portanto, os viajantes procedentes destes países não estão obrigados a apresentar um certificado sanitário.
  • Em conformidade com as recomendações das autoridades sanitárias europeias sobre o controlo de novas variantes, o governo espanhol decidiu prorrogar, como mínimo, até ao próximo dia 22 de junho, as medidas que restringem a entrada por via aérea, com ou sem escalas, desde o Brasil e da África do Sul, e estabelecer a quarentena obrigatória para os viajantes autorizados procedentes da Índia (10 dias, ou 7 dias no caso de apresentar um teste PCR negativo no final da primeira semana).

UNIÃO EUROPEIA

  • Os viajantes procedentes dos estados-membros da União Europeia estão sujeitos à catalogação do Centro Europeu para a Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC): não existem restrições de entrada para turistas provenientes de países classificados com o código verde. Os viajantes procedentes de países classificados com o código laranja ou vermelho deverão apresentar um teste PCR negativo ou um certificado de vacinação completo (ver https://reopen.europa.eu/pt/).

Á sua chegada a Espanha, todos os viajantes - independentemente da sua condição, nacionalidade ou país de origem -, deverão preencher um formulário de controlo sanitário (FCS) e submeter-se a um controlo visual e de temperatura. Adicionalmente, a partir do dia 23 de novembro de 2020, todos os viajantes provenientes de países de risco deverão apresentar um teste PCR negativo realizado durante as 72 horas prévias à sua entrada em Espanha.

Além disso, a partir do dia 7 de junho de 2021, todos os passageiros (exceto crianças menores de 6 anos) procedentes de um país/zona de risco, devem apresentar obrigatoriamente, para poder entrar em Espanha, um certificado ou documento comprovativo de vacinação contra a COVID-19 ou um certificado negativo de uma Prova de Diagnóstico de Infeção Ativa ou um certificado de Recuperação depois de ter sofrido esta doença.


Centro de Testes COVID-19 no aeroporto Adolfo Suárez Madrid-Barajas. Reserve o seu teste COVID-19. Resultados no próprio dia


Países de risco

Para a designação das zonas ou países de risco aos quais se exigirá a realização de um teste PCR, no caso dos países da União Europeia e países associados do espaço Schengen, adotar-se-ão como referência os critérios contemplados na Recomendação da UE 2020/1475, de 13 de outubro, sobre uma abordagem coordenada da restrição à livre circulação em resposta à pandemia da Covid-19.

Consulte aqui a lista de países e zonas considerados de risco

Também pode consultar Reopen Europa, a App oficial da União Europeia com toda a informação atualizada para viajar pela Europa, disponível em 24 idiomas.

Controlo sanitário dos viajantes

Formulário de Controlo Sanitário, que todos os passageiros devem preencher antes da sua entrada no território espanhol, inclui a partir de agora a pergunta sobre se a pessoa dispõe de um teste PCR negativo realizado nas 72 horas prévias à sua chegada a Espanha. Em qualquer momento pode ser solicitada ao passageiro a acreditação do resultado do teste. O documento deverá ser o original, redigido em espanhol ou em inglês, e pode ser apresentado em papel ou em formato eletrónico.

Quando o formulário não se puder preencher telematicamente, através do código QR gerado através da página Web www.spth.gob.es ou da aplicação Spain Travel Health-SpTH (serviço não governamental para solicitar o Formulário de Controlo sanitário para viajar a Espanha), poderá apresentar-se o mesmo em formato de papel antes do embarque. Neste caso, o formulário deverá ser acompanhado do documento comprovativo original da realização do teste de diagnóstico.

Os passageiros sobre os que, após a realização dos controlos de temperatura, visual e de documentação, existam suspeitas de que possam padecer a Covid-19 deverão submeter-se à realização de um teste de diagnóstica no aeroporto, à sua chegada a Espanha.

Aceda aqui ao formulário de controlo sanitário FCS (página oficial do governo em inglês)

Outras ligações úteis:

 

O aeroporto Adolfo Suárez Madrid-Barajas encontra-se situado a apenas 30 minutos do centro da cidade em transporte público.

Madrid está conectada por via férrea com todos os pontos de Espanha, e tem ligações a Portugal e a França.

Madrid está conectada por linhas de autocarros com toda a Península, a Europa e o norte de África.

Vias rápidas, auto-estradas e vias de circunvalação para chegar a Madrid.

O aeroporto Adolfo Suárez Madrid-Barajas conta com 138 mil m² de espaços comerciais para que os viajantes que o utilizam possam ocupar o seu tempo livre.

O serviço expresso para o aeroporto une Barajas com o centro da cidade em 40 minutos por apenas cinco euros. Circula as 24 horas do dia e aceita pagamento com cartão.

  • Campaña Madrid en manos de todos. Frenar el contagio y mantener la situación bajo control depende, en gran medida, de nuestra responsabilidad individual. Proteger a nuestros mayores, vecinos y amigos está en manos de todos.
Publicidade
  • Prepare o seu bilhete de identidade, o seu passaporte e, se for necessário, o seu visto, antes de pegar na sua mala para desfrutar de Madrid!

    Documentos para a viagem
  • Documentos para el viaje
Publicidade

PRODUTOS OFICIAIS

Desfruta de uma das melhores vistas da cidade, a 92 metros de altura.

Compre online a melhor recordação! (página em espanhol)

25 visitas guiadas nunca vistas (página em espanhol)