Compras: Chueca-Malasaña-Fuencarral

  • comprasFuencarral_1402314484.968.jpg
  • Compras: Chueca-Malasaña-Fuencarral
    compras_chueca-malasana-fuencarral.jpg
  • Compras: Chueca-Malasaña-Fuencarral
    compras_chueca-malasana-fuencarral.jpg
  • Compras: Chueca-Malasaña-Fuencarral
    compras_chueca-malasana-fuencarral.jpg
  • Compras: Chueca-Malasaña-Fuencarral
    compras_chueca-malasana-fuencarral.jpg

Nesta área comercial de Madrid encontramos marcas de moda jovem e moderna, e alguns dos novos desenhadores de moda mais relevantes, além de estabelecimentos de tatuagens, decoração, banda desenhada, livrarias de arte e de livros antigos e de segunda mão, e lojas de artigos de estilo retro.

Entre a praça de Chueca e as ruas Fuencarral e Hortaleza abre-se um extenso mapa de ruas pequenas e tranquilas, cuja atividade comercial surpreende o visitante. Epicentro do ambiente gay, o bairro reúne todo o tipo de propostas, convertendo-se numa das zonas mais visitadas da cidade, tanto pelos próprios madrilenos como pelos visitantes.

Para o público LGTBI mais vanguardista, Hortaleza é, sem dúvida, a sua rua preferida, com um bom número de lojas comerciais em que as roupas ajustadas ocupam o lugar de destaque das montras. Em Hortaleza também é possível encontrar ginásios, sex-shops e livrarias especializadas em temas vinculados a este coletivo, como a pioneira Berkana, mas também em livros ilustrados e banda desenhada, como Panta Rhei, ou em gastronomia, como A Punto Librería, um espaço onde também se realizam workshops de culinária.

Outra peculiaridade da zona é a concentração, nas proximidades da rua Augusto Figueroa, de um bom número de outlets de calçado, onde é possível encontrar pares soltos de calçado de outras temporadas, a preços muito atrativos.

A maior parte das lojas de Malasaña concentra-se na rua Fuencarral, no extremo leste do bairro, junto a Chueca. Esta via, que é pedonal em boa parte da sua extensão, destaca-se pela ampla oferta de marcas de moda, de marcas de estilo desportivo, como Adidas Originals, Puma, Foot Locker, Quiksilver, e da grande maioria das marcas consagradas desse artigo de vestuário que nunca passa de moda: os jeans. Levi’s, Diesel Store, Calvin Klein, Gas e Pepe Jeans são apenas alguns exemplos. Aqui podemos também conhecer as últimas novidades das lojas Aristocrazy, Victoria's Secret, Maje, Michael Kors e Adolfo Domínguez, entre muitas outras.  

Este bairro, um dos mais alternativos da cidade, reúne as propostas de vestuário mais características da moda urbana, estabelecimentos de tatuagens, e lojas de estilo retro, que vendem todo o tipo de artigos de décadas passadas (dos anos 60, 70, 80...), novos ou originais da época, como é o caso das lojas El Templo de Susu, Popland e da boutique de moda infantil dos 0 aos 6 anos Mon Petit Retro, para citar apenas alguns exemplos. Nas estreitas e elegantes ruas em volta da praça Dos de Mayo existem várias lojas especializadas em banda desenhada, como Generación X, Madrid Cómics e Elektra Cómic.

Malasaña foi o ponto nevrálgico da famosa movida madrilena na década de 1980, uma revolução estilística protagonizada por escritores, músicos e artistas, que ainda perdura nesta área onde se concentram os estabelecimentos comerciais mais emblemáticos associados a este movimento cultural, e onde ainda é possível encontrar um blusão de couro daqueles anos míticos.

No que diz respeito aos estabelecimentos comerciais centenários, cabe mencionar espaços como a Antigua Casa Crespo, um verdadeiro templo da alpargata artesanal – um calçado muito utilizado em Espanha nos meses de calor – e o ateliê do luthier Fernando Solar. 

A zona é também conhecida pelos seus mercados. O Adelita Market (dedicado aos objetos de segunda mão, que se realiza mensalmente em Espíritu Santo, 23) e o de Ciento y pico (especializado em artesanato e design, em Velarde, 14) são dois dos mercados mais conhecidos da zona.

Muito perto de Malasaña encontra-se o Triángulo de Ballesta (Triball), delimitado pelas ruas Ballesta, Valverde, Desengaño, Corredera Baja de San Pablo, Barco e pela praça Soledad Torres Acosta (também conhecida como 'plaza de la Luna'), formando uma zona triangular, que dá nome a este eixo comercial. Este é um bairro emergente, recentemente renascido, com uma atividade cultural e social que demonstra uma grande vitalidade.

Aqui, além da roupa de Dolores Promesas, Deffort, Kling e Monkey Garden, também é possível adquirir toucados para ocasiões especiais de Carlos Castro, ou os vestidos de noiva confecionados por medida de Miguel Crespí.

Compras gastro

Este eixo comercial reúne uma ampla oferta de mercados gastronómicos, onde comprar produtos locais e desfrutar de fantásticas tapas. O Mercado de Barceló – com várias esplanadas ao ar livre -, o de San Ildefonso, que reúne vários postos de comida internacional, o de San Antón e o Huerto de Lucas – especializado em cozinha saudável e alimentação biológica –, são alguns dos marcos deste percurso cheio de sabores.

Para os mais gulosos, recomendamos as pastelarias Pomme Sucre e Celicioso (para produtos sem glúten) e as duas lojas do Horno San Onofre, famoso pelo seu tradicional Roscón de Reyes. E para acompanhar estes momentos doces com um bom café e uma boa leitura, nada como uma visita às livrarias Tipos Infames e Cervantes y compañía, para nomear apenas algumas das existentes na zona.

TAMBÉM PODEM INTERESSAR-TE

Na rota turística do Templo de Debod e do Faro de Moncloa, o visitante encontrará inúmeros estabelecimentos comerciais, para todos os gostos e para todos os bolsos.

Entorno senhorial, com estabelecimentos exclusivos, em que adquirem especial protagonismo a alta costura e a moda masculina.

Moda independente para todas as ocasiões, os complementos da moda e espaços delicatessen para os paladares mais exigentes.

Flores, artesanato e gastronomia de todo o mundo, livrarias-cafés, um mercado de bairro reinventado, e uma ruas com perto de 300 anos de história.

Publicidade
  • Consulte a seleção que esMADRID.com realizou dos eventos mais relevantes que terão lugar na nossa cidade em 2018.

    Calendário de eventos 2018
  • Joaquín Sorolla y Bastida, Clotilde paseando en los jardines de La Granja. 1907. Museo de Bellas Artes, La Habana, Cuba
Publicidade

PRODUTOS OFICIAIS

Desfruta de uma das melhores vistas da cidade, a 92 metros de altura.

Sobe a bordo e descobre a cidade em formato panorâmico.

Descarrega a aplicação das obras primas do Prado, Thyssen e Reina Sofía.

Publicidade