Madrid judaica

  • El Madrid judío
    elmadridjudio.jpg
  • Um pouco de história
  • O Madrid Judaico atual
  • Eventos
  • Arredores de Madrid

A Comunidade Judaica de Madrid é tão antiga como a própria cidade, remontando-se ao século IX, embora a primeira referência conhecida date de 1053. No século XI, tanto a comunidade judaica como a sua cultura viveram uma época dourada, e durante os séculos XIII e XIV verificou-se um importante crescimento da população judaica madrilena. No entanto, o Foral de Madrid de 1202 já faz referência aos judeus madrilenos como sendo uma minoria que não era bem considerada, motivo pelo qual estavam obrigados a residir na judiaria ou bairro judeu.

A partir de 1085 surge a que hoje conhecemos como a “Judiaria velha” de Madrid, situada nas imediações do atual Teatro Real e da rua Arenal. A judiaria era formada por uma escassa vintena de casas, agrupadas em quatro quarteirões de forma irregular. Junto à judiaria encontrava-se o cemitério, que se situava no local onde hoje se encontra a Plaza de Oriente.

Três séculos mais tarde, e devido à peste negra, os judeus foram obrigados a estabelecer-se na denominada “Judiaria nova” situada junto ao Campo del Rey, na Plaza de la Armería, onde atualmente se encontra a Catedral de la Almudena. A judiaria era formada por uma vintena de casas e uma sinagoga, distribuidas por meia dúzia de quarteirões.

Os trabalhos arqueológicos realizados junto ao Palácio Real e à Catedral de la Almudena confirmam a existência no século XIV da judiaria nova neste lugar. Outros documentos mantêm que a judiaria e a sinagoga se situavam nas proximidades do chamado “Campo del Rey”, perto da Catedral de la Almudena. A praça de Ramales, a de Santiago e a rua Bailen foram também zonas de assentamento de judeis conversos de maior prestígio.

No mesmo lugar onde atualmente se encontra a igreja de San Lorenzo, no bairro de Lavapiés, julga-se que terá existido uma antiga sinagoga, e pensa-se que os vestígios de um antigo cemitério aparecidos nas imediações da rua do Salitre poderiam corresponder a um antigo cemitério judeu, uma vez que não foram encontradas cruzes ou outros símbolos próprios do cristianismo. 

 

  • A Madrid árabe, judaica ou hindu. Uma cidade, muitas culturas. Saiba como e onde pode descobri-las.

    Outras culturas
  • Comida india
  • Comer as uvas em Sol, o cozido madrileno, os tablaos flamencos… Desfrute das tradições como qualquer madrileno.

    Tradição e cultura
Publicidade

PRODUTOS OFICIAIS

Desfruta de uma das melhores vistas da cidade, a 92 metros de altura.

Sobe a bordo e descobre a cidade em formato panorâmico.

Descarrega a aplicação das obras primas do Prado, Thyssen e Reina Sofía.