Malasaña: alternativa e retro

  • comprasMalasana_1402485788.045.jpg

Além de ser considerada como uma das zonas de movida mais animadas durante os fins de semana, graças aos seus pubs, cafés e tabernas, trata-se de um eixo comercial que se destaca pelas suas lojas de estilo retro e de moda jovem, livrarias especializadas em livros antigos e de segunda mão.

O nome deste eixo comercial procede de uma heroína protagonista e vítima dos levantamentos de 2 de maio de 1808, Manuela Malasaña, que dá nome a uma das ruas da zona. A praça de 2 de Maio, que comemora aqueles momentos cruciais da história de Madrid e de Espanha, também pertence a este bairro tão popular, e pode mesmo considerar-se o coração de Malasaña.

As suas ruas oferecem um grande número de propostas para sair, e desfrutar de umas tapas ou de um pincho acompanhado por umas cervejas, e para jantar. No verão, as esplanadas ao ar livre (especialmente as da praça de 2 de Maio) são umas das mais frequentadas.

Culto ao vintage

A zona conta com uma grande atividade comercial, dirigida especialmente a um público jovem e alternativo. Aqui é possível descobrir lojas de estilo retro, que vendem todo o tipo de artigos de décadas passadas (dos anos 60, 70, 80...), novos ou originais, como El Templo de Susu, La Cierva Vintage, Popland, ou a boutique de 0 a 6 anos Mon petit retro, por citar apenas alguns exemplos.

A pegada de La movida

Malasaña foi o ponto nevrálgico da famosa Movida madrilena nos anos 80. Essa revolução de estilo protagonizada por escritores, músicos e artistas em geral daquela época perdura neste bairro, onde abundam os negócios onde é possível encontrar um blusão de couro ou muitas outras peças daqueles míticos anos.

Centenários e modernos

Embora possa aparentá-lo, Malasaña não vive apenas da nostalgia do passado, ao tratar-se de uma zona em que também têm lugar as propostas das tendências atuais – salas de chá, estúdios de desenho gráfico…– e onde são habituais as aberturas de novos negócios. Do lado dos comércios centenários cabe mencionar espaços como a Antigua Casa Crespo, um autêntico templo da alpargata – calçado muito utilizado em Espanha nos meses de calor – artesanal, ou o ateliê do luthier Fernando Solar.  

Mercados e livrarias

Em Malasaña são habituais as livrarias de publicações antigas e de segunda mão. Também abundam os mercadinhos. Os principais são o Malamarket (sábados na Plaza del Dos de Mayo), o Adelita Market (objetos de segunda mão, uma vez por mês em Espíritu Santo, 23), Malasaña Market (no Mercado de Barceló, trimestral), o de Ciento y pico (artesanato e design, em Velarde, 14), os da Vaquería (San Joaquín, 16) ou os que La Industrial alberga em seus dois espaços (gastromarkets, feiras de design, etc… em San Vicente Ferrer, 33 e San Andrés, 8).

Madrid Imprescindível

Os dez lugares que não pode perder na sua primeira visita!

Consulte e descarregue a informação turística imprescindível para se mover por Madrid.

Publicidade

PRODUTOS OFICIAIS

Desfruta de uma das melhores vistas da cidade, a 92 metros de altura.

Sobe a bordo e descobre a cidade em formato panorâmico.

Descarrega a aplicação das obras primas do Prado, Thyssen e Reina Sofía.