Vivian Suter

O Museu Reina Sofía organiza, de 25 de junho a 2 de maio de 2022, no Palácio de Velázquez do Parque de El Retiro, uma exposição que reúne uma seleção de quadros da pintora argentina Vivian Suter, que constituem uma reflexão sobre a cor e o entorno natural.

A mostra reúne perto de 500 pinturas, entre as quais se inclui a série Nisyros, apresentada na feira de arte Documenta 14 de Atenas em 2017, que explora o simbolismo da atmosfera e das forças da natureza da pequena ilha grega que lhe dá o nome.

Nascida em Buenos Aires, Argentina, em 1949, Vivian Suter é uma pintora de origem suíça, cujas pinturas e desenhos são representações, reflexões e uma interpretação pessoal do seu entorno. A pintora manteve uma estreita relação com a cena artística de Basileia, na Suíça, cidade onde viveu entre 1962 e 1982.

Além de Basileia, Vivian Suter também retratou outros lugares, como Viena, Berna, Roma e vários lugares de África. Em 1982 decidiu realizar uma viagem pela América Central, e descobriu Panajachel, uma localidade junto ao lago Atitlán, na Guatemala, onde estabeleceu a sua nova residência, numa antiga plantação de café, e a partir de onde tem continuado a sua produção artística.

A sua obra viu-se afetada e influenciada pelas frequentes tempestades que afetam a Guatemala, como as tempestades tropicais Stan em 2005 e Agatha em 2010, a qual causou enormes danos em Panajachel. Muitos dos seus quadros foram destruídos pela lama, e a partir deles a artista criou várias séries pictóricas que retratam o carácter indomável e imprevisível da natureza, acrescentando também às suas obras as plantas e as folhas arrastadas pelos ventos e que terminam colando-se às suas telas.

As obras de Vivian Suter têm sido expostas em instituições prestigiosas como o Kunstmuseum de Olten (2004), o Kunsthalle de Basileia (2014), a Bienal de São Paulo (2014), a Bienal de Taipei (2018), o ICA de Boston (2019) e o Camden Art Centre de Londres (2020).

Créditos da imagem:

Vivian Suter, Sem título, circa 1980. Técnica mista sobre papel. Cortesia da artista e das galerias Karma International, de Zurique; Gladstone Gallery, de Nova Iorque/Bruxelas; House of Gaga, da Cidade do México, e Proyectos Ultravioleta, da Cidade da Guatemala. Fotografia: Flavio Karrer

Geolocation
Vivian Suter, Sin título, ca. 1980. Técnica mixta sobre papel. Cortesía de la artista y de las galerías Karma International, Zúrich; Gladstone Gallery, Nueva York/Bruselas; House of Gaga, Ciudad de México, y Proyectos Ultravioleta, Ciudad de Guatemala. Fo

Share on

Informação de interesse

Fechas y hora

Zona turística: 
Retiro

Direcction

Paseo
de Venezuela, 2
28009
Web: 
https://www.museoreinasofia.es/exposiciones/vivian-suter
Comboios suburbanos (Cercanías): 
Madrid-Atocha
Autocarro: 
1, 2, 9, 15, 19, 20, 26, 28, 51, 52, 63, 74, 146, 152, C1, C2
Metro: 
Ibiza (L9)
Retiro (L2)
Preço: