Chocolatería de San Ginés

Num dos becos mais antigos de Madrid, entre Arenal e Mayor, próximo de La Puerta del Sol, havia uma estalagem, a Lázaro López, que em 1894 foi convertida em churreria. O beco era ideal para duelos em que se lavava a honra e foi o cenário utilizado por Valle-Inclán para provocar o encarceramento de Max Estrella, por volta de 1920, na sua peça “Luzes de Boémia”. A sua localização junto do Teatro Eslava e da Igreja de San Ginés proporcionou durante muitos anos uma clientela numerosa que, depois da peça ou da missa, bebia um chocolate quente com churros. O funcionamento até altas horas da noite atraía bon vivants, noctívagos, intelectuais e boémios, além de numerosos artistas, atores de cinema e teatro, poetas e escritores, que tinham aqui um ponto de encontro. Hoje em dia continua a ser um local muito frequentado.

Geolocation
Chocolaterías y bombonerías
Chocolate con churros en San Ginés
Entrada Chocolatería San Ginés

Share on

Informação de interesse

Endereço

Pasadizo
de San Ginés, 5
28013
Zona turística: 
Austrias
Horário: 

Seg.-Dom: aberto 24h

Telefone: 
(+34) 91 365 65 46
Web: 
http://www.chocolateriasangines.com/
Email: 
reservas@chocolateriasangines.com
Metro: 
Ópera (L2, L5, R)
Sol (L1, L2, L3)
Comboios suburbanos (Cercanías): 
Madrid-Sol
Autocarro: 
3, 39, 50, N16, N17
Tipo local nocturno: 
Cafés